quarta-feira, 26 de julho de 2017

Minha vózinha.

Era fragilmente forte, de fé inebalável que muito me aproximou da minha. Com seus longos cabelos, tão brancos quanto a neve nos galhos da laranjeira.Seus vestidos abaixo dos joelhos,olhos que perderam muito cedo o brilho do sol e os encantos da lua.
Que saudades sinto de ti minha saudosa vózinha! Apesar de tanto tempo de sua ausência física, ainda te sinto tão pertinho.Assim, eternizada está no meu coração, onde guardo para sempre os seus bons conselhos e todo carinho e gratidão por ter  essa grande benção de ser sua netinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário