terça-feira, 18 de julho de 2017

Do ser...

Os gostos e desgostos de ser quem você é, pertencem somente a quem calça suas sandálias, ergue sua cabeça nas vitórias ou nas derrotas, nos sabores e desaberes que suas ideias alcançam.
Então, firme o pé, seja sempre o que você é porque a vida é mesmo esse imenso trem bala que leva e que tráz, mas que nunca segue vázio. Seja rápida, pois a velocidade desse trem só sabe quem tem as chaves que dão voltas e mais voltas nesse imenso universo de pedras e de flores. E lembre-se, há mais pedras para aqueles que suportam pesos e sabem lapidá.las. Lance sempre um olhar sereno, um sorriso sincero, um colo materno e atitudes que salvem. Não precisa ser sempre grande, mas que vá crescendo aos poucos esses gestos de grandesa, que eles alcancem o coração, tão somente de quem se faz necessário.
Talvez, antes que essa viagem termine, você possa desfrutar com mais gosto o percurso percorrido.
   Cida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário