sexta-feira, 22 de julho de 2016

Noites.

A noite caí e o silêncio toma conta da alma. Tranquiliza o coração inquieto, bate com calma.
Ouço sons típicos da noite.
Poucos carros circulando,muitas luzes acesas, grilos a cantar e pequenos insetos a pernoitar.
Pensamentos perturbadores insistem em ficar, mas pouco a pouco vão sendo afastados...os sons aquietados...insetos acalentados enfim me encosto sobre o travesseiro ao lado num sono embalado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário