sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Um ser abstrato

Quero mergulhar no silêncio onde se produz o seu pensamento,
Desvendar cada labirinto esculpido nessa sombra misteriosa.
Não há nada mais tentador,
Do que a sombra por detrás dos teus olhos.
Que diz muito a cada abrir e fechar-se.
Sem nehum som produzir...
Possuir e quase apagá-la.
Não! 
Prefiro apenas o contemplar
Trocar  o possuir,
Pelo simples ato de sentir.

           <cida>

Nenhum comentário:

Postar um comentário