domingo, 6 de janeiro de 2013

Por tras das lentes.

Que registram a procedência da figura humana,
Não existe exatidão
Apenas o simples revelar abstratamente de fragmentos da real essência de SER.
Cada observador fará a sua leitura referenciado pelo que vê, 
Apenas pelo fogo da imagem.
Mas não conseguirá penetrar com exatidão,
Em cada lágrima caída, cada sorriso transmitido, cada deslocar corporal.
Os sentimentos e as motivações que movem a pessoa naquele momento.
Os segredos da sua alma,
Suas alegrias e frustrações reais.
São ações que nenhuma lente revela.
E nem tudo o que se vê, realmente é.
O conhecer realmente além das imagens exige esforço,
Paciência, dedicação e amor.
Cada pessoa é um patrimônio único, de pertinência exclusiva do seu criador.
Que brilha ou sofre por tras das lentes de sua imagem.
                                        Cida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário