sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

É assim,
Chega e derruba todas as bases,
Revira  a alma,
Corta como uma lâmina afiada,
Deixa marcas profundas,
Tira o chão e dá as nuvens,
É tortura entre suspiros e desejos,
Fogo que não se apaga,
Escuridão que direciona,
Olhares embriagados
Pelo incontrolável sentimento,
Que une, separa, mas que faz
perceber-se num existir, numa significância
Única, simplesmente o mundo,
você e o amor.

cida,

Nenhum comentário:

Postar um comentário